Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/07/21 às 12h04 - Atualizado em 29/07/21 às 16h28

Fercal entra na rota do turismo do DF

COMPARTILHAR

O programa Turismo em Ação desembarcou na Fercal, na sexta-feira (23), para mapear as atrações turísticas locais e identificar as melhorias que precisarão ser feitas na região para aquecer o mercado regional, como acesso, sinalização e infraestrutura. O objetivo da Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF) é projetar a região na rota turística do DF por meio de um miniguia  com as atrações locais.

 

A secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, percorreu diversos empreendimentos e considera imprescindível qualificar, estruturar e promover o turismo na cidade. “Nós temos um propósito e vamos fazer juntos, nós e os empreendedores, que é construir um roteiro da Fercal. Com a inauguração do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), o morador de Brasília e o turista que vierem aqui vão receber as informações de todas as possibilidades de experiência que terão aqui com um olhar humanizado. Certamente, vai dar significado ao turismo local”, falou a secretária.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, e o empresário Gustavo Viegas, na Fazenda Confiança. Foto: Renato Braga/Setur-DF

 

A região administrativa possui um terreno bastante montanhoso, que favorece a vocação natural para vários segmentos do turismo, como o rural, de aventura, de lazer, de contemplação, o ecoturismo e o gastronômico. Além disso, o turismo religioso vem ganhando força com a tradicional Festa do Divino, que chegava a reunir duas mil pessoas antes da pandemia.

 

O que fazer na Fercal

 

O Turismo em Ação percorreu pontos turísticos na região da Fercal, ainda pouco conhecidos pela maioria da população do DF. Dentre eles estão a Fazenda Confiança, o Pesque Pague do Joel, a Fazenda Califórnia, o Rancho Aventura e o Recantto Lobeiral.

 

A primeira parada da equipe da Setur-DF foi na Fazenda Confiança, tradicional no turismo de aventura. Excelente opção para quem busca prática de esportes radicais, Off Road. Dentro da fazenda há a Rota do Morcego, um dos atrativos turísticos do DF que vem chamando atenção de moradores e visitantes de várias partes do país. A cerca de 40 km do centro de Brasília, as trilhas são ideais para caminhadas, bikes, passeios a cavalo e esportes radicais. Em 2020, o local foi cenário do documentário Brasília off Road, maior evento da categoria do Centro-Oeste.

Dentro do empreendimento, há também a única escola Off Road da cidade, que oferece aulas e todos os equipamentos para quem quer aprender. Além disso, há um restaurante com ótimas opções gastronômicas, o carro chefe é o filé à parmegiana.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, o administrador da Fercal, Fernando Lima, e o empresário Gustavo Viegas, na Fazenda Confiança. Foto: Renato Braga/Setur-DF

 

 

O proprietário da Fazenda Confiança, Gustavo Viegas, está animado com a procura crescente pela modalidade e já planeja ampliar as opções de trilhas off Road. “a partir do sucesso da Rota do Morcego, queremos criar rotas itinerantes pela região e apresentar o esporte para quem ainda não conhece. Nós alugamos moto e oferecemos infraestrutura para atender todos os públicos, mesmo para quem ainda não sabe andar de moto até aos mais experientes. E agora com a rota que a Setur está criando para a Fercal, a visibilidade vai aumentar e a procura também”, disse Viegas.

 

Para quem curte um esporte menos radical, o Pesque Pague do Joel agrega os segmentos do turismo esportivo, de lazer, de contemplação e gastronômico.  Considerado uma das melhores opções da região. O local atrai pela paisagem deslumbrante e opções de pesca, boa comida e pela simpatia do proprietário, o alegre Joel.

 

Enoturismo

 

Em seguida, a equipe foi à Fazenda Califórnia, localizada a 35 km da Esplanada dos Ministérios. O empreendimento se dedica à viticultura há 25 anos. Além do enoturismo, o local oferece atrativos de contemplação, de lazer e gastronomia.

 

Para quem deseja apreciar a natureza e boas uvas, a fazenda oferece a chance de colher quatro tipos da fruta direto do pé: niágara rosada, syrah, barbera e tempranillo.  Quem passa pelo local pode não apenas pode colher as frutas no pé, como também, degustá-las in loco e levar as sobressalentes para casa.

 

Os visitantes ainda podem ter a chance de experimentar o vinho rosé produzido com as uvas syrah, novidade na fazenda e no Distrito Federal. Estão à venda na fazenda caixas de uva, sucos e geléias da fruta.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, o administrador da Fercal, Fernando Lima, e o empresário Alberto Bardawil, na Fazenda Confiança. Foto: Renato Braga/Setur-DF

 

“Parabenizo a iniciativa da Secretaria de Turismo em dar visibilidade ao que oferecemos, pela primeira vez temos esse olhar do turismo voltado para a região da Fercal. Quem quiser viver essa experiência deve entrar no nosso site, fazer um cadastro e agendar”, declarou o proprietário da Fazenda Califórnia, Alberto Bardawill.

 

Turismo religioso

Por fim, a caravana visitou a Igreja Frutos da Videira. A igreja evangélica  é opção para o turismo religioso, gastronômico, de lazer, cultural e de contemplação individual ou para toda a família.

 

O espaço, com 550m², agrega o Recantto Lobeiral e o Instituto Videira. No Recantto Lobeiral, os visitantes contam com uma excelente estrutura de hospedagem, além de piscina, churrasqueira, banheira de hidromassagem e salão de jogos. As opções gastronômicas são variadas e para todos os gostos.

 

O vice-presidente do Instituto Videira, pastor André Borges, explicou o que o visitante pode encontrar no espaço.  “O Instituto Videira faz um trabalho com meninas entre 8 e 19 anos, por meio do ballet. A gente dá a elas a oportunidade de sonhar novamente, uma vez em há muitas famílias necessitadas na região. Além do turismo cultural, temos as belezas naturais que muitas pessoas em Brasília não conhecem. Também  oferecemos o turismo religioso, onde as pessoas podem ter um momento de encontro com Deus”.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, o pastor André e as jovens bailarinas do Instituto Videira. Foto: Renato Braga/Setur-DF

 

As bailarinas do Instituto Videira podem se apresentar após os cultos, que acontecem aos domingos às 18h, ou por contratação com a produção local.