Governo do Distrito Federal
10/03/22 às 20h04 - Atualizado em 1/06/22 às 11h31

Brasília recebe o voo internacional mais importante da América do Sul

Voo vindo da Argentina para Brasília vai dobrar o número de turistas portenhos na capital brasileira e ajudar a promover um volume maior de negócios entre empresas locais e argentinas. Iniciativa liderada pela Setur/DF inicia viagens em 5 de abril.

 

Foto: Renato Braga/Setur-DF

 

 

Brasília e Argentina estreitaram ainda mais os laços turísticos e econômicos. Na manhã desta quinta-feira, 10 de março, em evento realizado na Embaixada da Argentina, mais de 100 operadoras de viagens e imprensa especializada, a Aerolíneas Argentinas apresentou oficialmente o retorno das atividades da rota Buenos Aires/Aeroparque para Brasília/Aeroporto JK, “entre as duas capitais irmãs”, como bem definiu o embaixador da Argentina no Brasil Daniel Scioli.

 

A partir de 5 de abril, a Aerolíneas Argentinas voltará a voar de Buenos Aires para Brasília, com quatro frequências semanais, após seis anos. O último voo da companhia aérea nesta rota havia sido em abril de 2016. Com a retomada deste trechos e os voos anunciados de Porto Alegre e Curitiba para a capital de Buenos Aires, a companhia aérea terá 49 voos semanais a partir de abril ligando cidades brasileiras à capital portenha. A retomada desta rota, com voos diretos e duração de 3 horas e meia, tem potencial para triplicar o número de argentinos na cidade. Hoje, eles são dez mil e poderão chegar a 30 mil por ano.

 

“Esses voos são o resultado de três anos de negociações entre a Secretaria de Turismo do DF, Inframerica, Aerolíneas Argentinas e a Embaixada da Argentina para gerar mais turismo, negócios e intercâmbios institucionais e investimentos. Este é o caminho para maior e melhor integração e mais emprego, divisas e desenvolvimento para ambos os países”, comemora a secretária de Turismo do Governo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça.

 

MOVIMENTAÇÃO

 

Representando o governador Ibaneis Rocha, o vice-governador Paco Britto falou sobre a importância dessa conquista para a movimentação da economia no Distrito Federal. “São grandes as expectativas do DF com a possibilidade de movimentar a economia criativa do Distrito Federal, gerando emprego e renda nas áreas de hotelaria, gastronomia, transporte, passeios, nas diferentes rotas de turismo”, enumerou.

 

O evento contou com a participação do Embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, do vice-governador do Distrito Federal, Paco Brito, da secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, do embaixador Jorge Kadri, Chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais do Ministério do Turismo, neste momento, representando o Ministro de Estado do Turismo, senhor Gilson Machado Neto, do secretário-executivo do Instituto Nacional de Promoção Turística da Argentina – Inprotur, Ricardo Sosa, do Heitor Kadri, gerente de Assessoria Internacional de Gestão de unidades no exterior da Embratur, que representou o  presidente da instituição, Carlos Brito, do vice-presidente da Inframérica, Juan Djedjeian e do Diretor Comercial da Aerolíneas Argentinas, Fabián Lombardo.

 

ESTATÍSTICAS

 

As estatísticas mostram que a permanência média de um turista por três dias na capital pode gerar um montante superior a R$55 milhões por ano, somente com hospedagem, alimentação, transporte e pequenas compras. De acordo com o Ministério do Turismo, um viajante estrangeiro gasta, em média, R$800 por dia no Brasil, com esses gastos. Antes da pandemia, Brasília ocupava o quarto lugar em número de turistas brasileiros chegando à Argentina por via aérea, devido ao aeroporto de Brasília, que é hub nacional, o segundo maior aeroporto do Brasil, um dos mais movimentados em embarques e desembarques, além estar no coração do país.

Para o embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, “Brasília e Buenos Aires são capitais irmãs e a conectividade aérea direta com Brasília certamente impulsionará o turismo regional, o intercâmbio comercial e a recíproca presença fraternal e institucional entre os dois países”. Esses voos simbolizam nossa ideia de construir pontes, neste caso por via aérea, unindo, gerando vínculos e aprofundando a relação com o Brasil”.

 

Foto: Renato Braga  Setur/DF

 

RECUPERAÇÃO

 

“Talvez seja o símbolo mais importante da recuperação do turismo internacional que vivemos, por ser a capital do Brasil”, avalia o secretário-executivo do Instituto Nacional de Promoção Turística da Argentina (Inprotur), Ricardo Sosa. Ele destacou que a retomada dos voos da Argentina para o Brasil gerará mais rotas entre os dois países com mais destinos, pois “será possível aproveitar as conexões que a Aerolíneas Argentinas vai gerar com a GOL, para destinos próximos como Cuiabá, Campo Grande, Palmas, Manaus, Porto Velho e até Belo Horizonte, onde ainda não foram lançados voos para Buenos Aires”, finaliza.

 

Cida Barreiro, operadora da CVC, destacou a importância da retomada desses voo para o trade do Brasil. Entretanto, ressaltou que 60% dos que viajaram de Brasília para férias, apenas 15% utilizaram pacotes turísticos. Para ela, há um grande potencial tanto para as operadoras quanto para as agências de viagens. “Recebo essa notícia com muita alegria, porque sei que agora, o mercado vai ser reaquecido e vamos trabalhar muito”, comemora  a operadora da CVC.

 

PREÇOS

 

Os brasileiros que quiserem fazer negócios na Argentina ou viajar como veraneio, vão pagar cerca de R$2 mil pelas passagens de ida e volta, com as taxas incluídas, segundo informação do diretor comercial das Aerolíneas no Brasil, Ivan Blanco.

 

Estamos destinados a caminhar juntos e o Itamaraty celebra este fato há décadas, destacou o embaixador Jorge Kadri, chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais do Ministério do Turismo, que representou o ministro Gilson Machado. As relações entre Brasil e Argentina nos campos econômico, comercial, político, diplomático, estratégico-militar e no turismo são sólidas, os dados falam por si só. Os números expressivos de turistas argentinos que anualmente visitam o Brasil tem sido responsável por cerca de 40% dos turistas que escolhem o nosso país como destino. “É inegável que a Argentina é o maior parceiro do turístico do Brasil, e por isso hoje é momento de celebrar a retomada desses voos diretos, após 6 anos de interrupção, porque estamos certos de que fortalecerão a economía da nossa cidade e a geração de emprego e renda para toda cadeia do turismo  do  Distrito Federal”. E finalizou desejando “vida longa a amizade fraterna entre Argentina e Brasil”.

 

VOO MAIS IMPORTANTE

 

O dia de hoje é muito importante para a Inframérica, garantiu o vice-presidente da empresa Administradora do Aeroporto de Brasília (Inframérica), Juan Djedjeian. Após 6 anos de ausência da Aerolíneas Argentinas de Brasilia, voltar para unir dois grandes aeroportos como o Aeroparque e o Aeroporto Internacional Jk, nossos países e nossas casas é super emocionante. “Este é o voo internacional mais importante que retomamos após dois anos de pandemia”, celebra Djedjeian.

 

O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben, também participou da cerimônia e fez questão de destacar o trabalho que a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, tem realizado à frente da Setur/DF. “Realmente, esta Secretaria de Turismo do DF, na figura da senhora Vanessa Mendonça, tem sido como ponto de comunicação entre as embaixadas e o Brasil, e de Brasília com o mundo. Nós fazemos muita questão de manter uma excelente relação com a senhora Vanessa e toda sua equipe. Nós desejamos boa sorte e parabéns por todo trabalho de integração que a secretaria tem feito junto às embaixadas. Brasília é a ponte que une a todos nós e estamos muito satisfeitos com essa relação”.

 

O diretor comercial, de Planejamento e Gestão de Rotas da Aerolíneas Argentinas, Fabián Lombardo, disse que os aviões da Aerolíneas Argentinas sairão de Buenos Aires após conexões vindas de Córdoba, Mendoza e Rosário. As decolagens serão pelo Aeropark, no centro da capital vizinha. Às terças, quartas, sábados e domingos, ocorrerão os voos para decolagens em Buenos Aires e retornos de Brasília. As saídas de Brasília para Buenos Aires acontecerão às terças e sábados, às 21h50, e nas quartas e domingos, às 8h45. As chegadas do voo na capital federal serão às terças e sábados, com pousos às 20h45. Nas quartas e domingos, às 7h20.

 

 

Foto: Divulgação Inprotur

 

O ministro do Turismo e Esportes da Argentina, Matías Lammens, participou da solenidade, por vídeo, disse não ter “dúvidas” de que a conectividade entre Brasil e Argentina só aumentará com a retomada desses voos. Estou certo de que continuaremos aumentando nossas relações turísticas e comerciais para que em breve possamos aumentar as frequências e chegar aos mesmos percentuais que existiam antes de chegar a pandemia. O Brasil é o principal mercado emissor de turistas para o nosso país e o retorno das operações do voo de Brasília para Argentina, anunciada hoje mostra que teremos uma rápida recuperação no mercado de turismo internacional”, finalizou o ministro argentino.

 

Ao final do evento, o Instituto Nacional de Promoção Turística da Argentina – Inprotur, iniciou um treinamento, ministrado pela senhora Paula Fariña, aos agentes de viagens sobre promoção do “Destino Argentina”.

 

REQUISITOS DA COVID

 

A Argentina flexibilizou recentemente os requisitos para a entrada de turistas estrangeiros no país. Agora é necessário apresentar o comprovante de vacinação completa, uma declaração de saúde online e um seguro-viagem com cobertura contra Covid-19. Não vacinados, ou parcialmente vacinados, devem apresentar o teste de PCR ou antígeno negativo, cumprir uma quarentena de sete dias e contar com um seguro de saúde internacional contra Covid-19, além de precisar de um certificado de “exceção de vacinação” da autoridade sanitária competente do próprio país e contar com a legalização consular argentina.

 

É importante lembrar que todos os cuidados para manter a sanitização do aeroporto estão sendo tomados. A concessionária demarcou com adesivos o distanciamento em filas de embarque, portões, pontes de embarque e no raio-x e pede a colaboração de todos os passageiros no respeito ao distanciamento físico entre as pessoas. Há diversos dispensers de álcool gel distribuídos em todo o Aeroporto para higienização das mãos. A limpeza de todo o terminal foi reforçada, assim como os banheiros. O passageiro pode verificar nas placas instaladas nas entradas dos sanitários a hora em que o espaço foi desinfetado.

 

CONFIRA OS HORÁRIOS DOS VOOS

Dias Rota Partida Chegada
Terças/Sábados BSB-AEP 21h50 01h25
Quartas/Domingos 08h50 12h25
Terças/Sábados AEP-BSB 17h25 20h50
Quartas/Domingos 04h00 07h25

 

*A flexibilização das regras para a entrada na Argentina foi divulgada pelo Governo do país no final de janeiro de 2022. A Inframerica recomenda que o passageiro busque informações atualizadas das normas de acesso antes de viajar.