Governo do Distrito Federal
14/03/22 às 15h16 - Atualizado em 1/06/22 às 11h29

Brasília ganha a Rota Sobre Rodas em evento que reuniu mais de 600 motociclistas

 
Outra conquista que a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, entrega para os que amam Brasília e a conhecem como a palma de suas mãos. A Rota Sobre Rodas foi um trabalho coletivo e é o primeiro miniguia construído por e para motociclistas do Brasil e do mundo
 

Secretária Vanessa Mendonça e Kátia Monteiro. Fotos Renato Braga Setur/DF

Após três anos de muito trabalho da Secretaria de Turismo do Governo do Distrito Federal, na manhã deste domingo, 13, na Praça do Cruzeiro, a Rota Sobre Rodas foi lançada, superando expectativas, diante de representantes de 28 Moto Clubes, mais de 600 motociclistas, com animação dos artistas Jorge Recife e Bartô Blues. Foi feita a distribuição de adesivos e bandanas para o público que prestigiou o lançamento do miniguia. O evento também contou com a presença do vice-governador e motociclista, Paco Brito e do presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal Fecomércio DF, José Aparecido da Costa Freire. 
“Esta, sem dúvida alguma, foi uma das melhores experiências da minha vida”, declarou a secretária de Turismo Vanessa Mendonça ao descer da garupa da cantora e motociclista Kátia Monteiro, uma das consultoras responsáveis pela elaboração do miniguia Rota Sobre Rodas, que foi distribuído impresso hoje e já está disponível para download no site da Setur.
Para a secretária Vanessa Mendonça, “olhar o céu azul de Brasília pela viseira do capacete com todos esses motociclistas foi uma experiência fantástica! Brasília é única, é a capital do motociclismo e posso afirmar que foi incrível participar deste passeio”, afirma Vanessa. O circuito escolhido para o lançamento da Roda Sobre Rodas pela coordenação do evento foi um mix entre a Rota Concreto e a Rota Contorno do Plano. O percurso, de aproximadamente 27 km, foi feito em 1 hora com apoio do Detran/DF e da Polícia Militar. A concentração e chegada foram na Praça do Cruzeiro. Seguindo pelo Eixo Monumental até a Ponte JK. Um cenário lindo que contemplou importantes pontos turísticos como o Memorial JK, a Torre de TV, o Museu da República, a Catedral, o Congresso Nacional, a Praça dos Três Poderes, o Estádio Nacional, entre outros. 

Lançamento do circuito Rodas Sobre Rodas. Foto: Renato Braga Setur/DF

 
“Essa Rota Sobre Rodas que a Secretaria de Turismo está fazendo é mais um incentivo vai girar a economia do Distrito Federal e trazer para o Planalto Central o conhecimento da nossa natureza e beleza”, disse o vice-governador.
Ao todo, a Rota Sobre Rodas é composta por quatro circuitos completamente diferentes, com níveis de dificuldade e oportunidade de aventuras únicas, especialmente criadas para os motociclistas. Na Rota Histórica será possível viver a experiência de conhecer Planaltina, a mais antiga cidade do Distrito Federal. Na Rota Concreto, o mototurista irá percorrer as obras de Oscar Niemeyer na maior área tombada do mundo. Já Na Rota Cênica/Aventura o trajeto é off road adentrando o cerrado brasiliense, o segundo maior bioma da América do Sul. Por fim, a Rota Contorno do Plano irá encantar os olhos com o maior lago artificial urbano da América Latina, o Lago Paranoá.
Este projeto da Setur é muito importante para o Distrito Federal, avalia Kátia Monteiro. “Nossa capital é um dos melhores lugares do mundo para andar de moto parece ter sido planejada para motociclistas. Essa rota vai valorizar muito o turismo, tanto interno como a atração de mais visitantes. Brasília tem muita moto e todos gostamos de andar muito, porque nossa cidade parece ter sido planejada para motociclistas, com ruas e avenidas largas, boa pavimentação, espaços abertos para visitação” disse a cantora, que também liderou o segmento na confecção da rota.  
Vanessa Mendonça defende, que esse é um projeto que visa aquecer o comércio local, pois vai aumentar o fluxo turístico ao receber mais pessoas e motociclistas de fora. Essas ações ampliam a oferta de emprego e renda e são conquistas para toda população.
 
Rota Sobre Rodas
O recém-lançado circuito turístico é fruto de um trabalho conjunto, elaborado por nove representantes dos movimentos do motociclismo no DF. Participaram da construção Alice Castro, Ana Flávia Coelho, Flávio Bressan, Juliana Jacinto e Pedro Affonso, Kátia Monteiro, Micheline Klein, Portinho, Rosa Cigana e Tábata Lobo. “Sem eles, nada disso seria possível. Eles definiram para nós os pontos turísticos do segmento”, destaca a secretária Vanessa Mendonça.

Grupo de mulheres motociclistas celebrando o lançamento do miniguia. Foto: Renato Braga Setur/DF

Todas as rotas elaboradas pela Setur têm a participação do segmento envolvido. “Isso é uma determinação do governador Ibaneis Rocha, desde que assumi a Secretaria de Turismo”. Até agora, a Setur/DF já lançou oito rotas: Rota do Cerrado, Rota Náutica, Rota Arquitetônica, Rota Cultural, Rota Cívica, Rota da Paz, Rota Fora dos Eixos, Rota do Rock e agora a Rota Sobre Rodas chega para mapear a cidade e promover o turismo em parceria com os motociclistas. 
Tábata Lobo, do clube Mulher e Moto, com seis anos de agremiação, disse que a Rota é muito importante. “É uma ótima opção de passeio e faz as mulheres ficarem antenadas na cidade”, sintetiza a motociclista que há dez anos pilota pelas ruas de Brasília. Para Alice Castro, a iniciativa da Setur consolida Brasília como destino turístico internacional para motociclistas. Faltava uma rota como esta. Ela complementa a Rota do Rock e, nós, motociclistas, curtimos muito isso. Brasília é a melhor cidade do mundo para andar de moto, com vias planas, largas, com monumentos a céu aberto. Cada foto tirada aqui vira um cartão postal”, destaca a representante do Ladies of the Road, um dos mais ativos e prestigiados grupos de motociclistas femininas do Brasil, com 11 anos de atuação.
“O miniguia servirá tanto para orientar os motociclistas do DF, que são muitos, como oferecer sugestões de passeios e diversão turística aos que nos visitarem”, explica Vanessa Mendonça, que lembra ainda: “Já estamos apoiando e fomentando dois grandes eventos de duas rodas na cidade, o Brasília Moto Festival (BMF) e o Capital Moto Week”.
A coordenadora do Capital Moto Week, Juliana Jacinto, o segundo maior evento de motociclistas do Brasil, e, também, uma das consultoras da Rota Brasília Sobre Rodas, demonstrou entusiasmo com a concretização do circuito. “Essa rota é muito importante. Vai mostrar a beleza de Brasília. Aqui tem arte, cultura, belas atrações turísticas. Uma cidade que pulsa, que vibra. Nós recebemos, anualmente, mais de 115 mil turistas motociclistas e eles querem saber o que temos para oferecer. As rotas vão saciar esse desejo. E os nossos motociclistas também vão se beneficiar dos circuitos.” Uma das consultoras do projeto, disse que percorreu as rotas para avaliação técnica e percebeu Brasília com outros olhos.
Retomada
Brasília está entre as cidades brasileiras que mais realizam eventos, atrás apenas do Rio de Janeiro e de São Paulo. Os desembarques domésticos, começam a apresentar um reaquecimento, o parque hoteleiro está em plena expansão, alavancando a produção de produtos que hotéis, pousadas e afins demandam. No Brasil, o Turismo é fundamental para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e o segmento que mais gera emprego e divisas. 
Para o presidente da Fecomércio DF, José Aparecido da Costa Freire, todas as ações da secretária Vanessa à frente da Setur-DF estão fazendo com que o turismo do Distrito Federal seja mais pujante. “Esta é uma rota muito importante e agora, graças a Deus, que estamos saindo da pandemia, precisamos ativar essas rotas e aquecer o comércio. Porque incentivando o turismo, principalmente aos domingos, teremos mais movimentação na cidade e isso vai gerar emprego e renda”.
O servidor público aposentado, José Ricardo dos Santos, que anda de moto pela capital há 35 anos, disse que a aventura, a liberdade e o estilo de vida o fizeram buscar a moto como opção de transporte e lazer. Bastante rodado por caminhos de todo o Brasil, ele destaca o pioneirismo da Rota Brasília Sobre Rodas: “Não existe nada igual no Brasil. É um roteiro inédito, pioneiro. Agregando ainda mais ao turismo da cidade, já que recebemos anualmente milhares de colegas de outras partes do país e do mundo. Com a rota, essa informação vai correr entre os grupos e, com certeza, mais motociclistas virão para cá”, avalia o veterano.
                              
Segundo as estatísticas do Detran, o número de motos cresceu 44% no DF, em 2021. Hoje, já são 439.156 motocicletas em circulação. Isso corresponde a 14% da população da capital federal, que conta com a sexta maior frota de motocicletas do Brasil.