Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/04/21 às 15h05 - Atualizado em 7/05/21 às 15h12

Turismo cívico-pedagógico da capital desperta interesse em município de Casimiro de Abreu (RJ)

COMPARTILHAR

Acordo de cooperação assinado entre a Setur-DF e o prefeito Ramon Gidalte prevê compartilhamento de ações e experiências do segmento

 

 

O projeto “Brasília, Capital do Turismo Cívico-Pedagógico para o Brasil e o Mundo”, desenvolvido pela Secretaria de Turismo do DF, tem despertado interesse de outros municípios e estados. Na última terça-feira (27/4), um protocolo de intenções foi assinado pela secretária Vanessa Mendonça e pelo prefeito do município de Casimiro de Abreu (RJ), Ramon Dias Gidalte, em Brasília. O documento, que prevê um acordo de cooperação técnica, define o compartilhamento de ações e experiências do projeto da Setur-DF, que tem como objetivo trazer estudantes de todo o país para conhecer a capital federal e sua história.

 

“Quero conhecer de perto todas as experiências desse projeto para levarmos as ações lá para o nosso município. A gente acredita no potencial turístico da nossa região e viemos à capital em busca de mais conhecimento. Aproveito a ocasião para agradecer a secretária Vanessa Mendonça pela oportunidade de elevarmos o patamar do turismo da nossa região”, afirmou o prefeito Ramon Gidalte.

 

O acordo firmado prevê ainda fomentar a promoção de ações focadas em outros segmentos, além do cívico-pedagógico, como o histórico-cultural, náutico, esportivo, mergulho, ecoturismo, aventura e gastronômico. O turismo de negócios e eventos, duas das maiores vocações da capital federal que reúnem os principais órgãos públicos do país, também entra nesse compartilhamento de ações de experiências entre Brasília e o município de Casimiro de Abreu.

 

“É com muita alegria que a Secretaria de Turismo vai levar o nosso projeto de turismo cívico-pedagógico para outros municípios e estados e contribuir, desta forma, para o desenvolvimento do turismo em todo o Brasil. A nossa capital é assim: acolhedora e está sempre de portas-abertas. E tudo isso é resultado de um governo que está trabalhando, diuturnamente, ao longo desses dois anos e meio de gestão, para ressignificar o conceito de turismo no DF”, ressaltou a secretária Vanessa Mendonça.

 

Da capital para o Brasil

As ações da Secretaria de Turismo do DF têm repercutido em todo o país. A secretária Vanessa Mendonça integra um grupo nacional que é responsável por organizar as comemorações do Bicentenário da Independência. O evento será celebrado em setembro de 2022. A Comissão Interministerial, capitaneada pela Casa Civil da Presidência da República, é composta por representantes dos ministérios da Defesa, Relações Exteriores, Educação e Especial Adjunta de Cultura do Governo Federal. O grupo já trabalha as ações para as festividades nacionais.

 

O protagonismo da Setur-DF rendeu ainda uma filiação à Associação Nacional de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo (Anseditur). O ato assinado pelo governador Ibaneis Rocha, no dia 31 de março, foi comemorado pela secretária Vanessa Mendonça, que passa a ocupar vaga de diretora na associação.

 

“É uma conquista muito importante para a nossa capital. Representa o reconhecimento de um trabalho integrado que o nosso governo exerce, desde o primeiro dia de gestão, com o objetivo de ressignificar a nossa cidade e consolidar Brasília como destino turístico. E quando agimos unidos, avançamos muito mais”, destacou.

 

 A Anseditur tem um papel importante para o desenvolvimento do turismo nos municípios brasileiros, com articulações nacionais e internacionais. A integração com a Setur-DF vai oferecer ainda mais oportunidades para o desenvolvimento de ações como o programa de Turismo Cívico-Pedagógico, trazendo mais benefícios e desenvolvimento para toda a cadeia turística da capital federal.

 

Ações da Setur

Várias ações foram implementadas ao longo desses dois anos e meio de gestão da Secretaria de Turismo. Até agora, oito Centros de Atendimento ao Turista (CATs) foram abertos em todo o DF — Aeroporto, setores hoteleiros Sul e Norte, Torre Digital, Rodoviária Interestadual, Casa de Chá (Praça dos Três Poderes), administrações do Gama e Sobradinho —  além de uma Casa de Atendimento ao Turista, em Brazlândia. Além das rotas tradicionais, foram criadas rotas turísticas alternativas como a Fora dos Eixos, que faz um passeio pelas cidades de Brasília e oferece um turismo que vai além da tradicional rota arquitetônica, e a Rota do Rock, que está em fase de estruturação e implementação.

 

Além disso, a Setur-DF lançou o Turismo em Ação, que já passou por quatro cidades. O programa visa aperfeiçoar a conexão do turista que visita Brasília com as regiões administrativas e estimular iniciativas de fomento ao segmento turístico em todo o Distrito Federal.

 

Dentre as ações executadas pelo Turismo em Ação, estão a implementação de ações estruturantes, que tem o objetivo de alavancar a cadeia turística do DF, revisitar os principais pontos turísticos e históricos da cidade, realizar um planejamento em conjunto com as lideranças comunitárias locais e executar iniciativas de fomento ao setor.

 

Um dos serviços oferecidos pela ação itinerante da Setur-DF é a emissão da Carteira Nacional do Artesão. O documento pode ser requerido pelos profissionais do artesanato em qualquer van da Setur, uma versão volante do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) Móvel e que acompanha a caravana do Turismo em Ação.

 

Além disso, os técnicos da Setur-DF também estão á disposição, durante a ação, para tirar dúvidas sobre o Fundo Geral do Turismo (Fungetur). Uma linha de crédito histórica firmada com o Banco de Brasília (BRB), instituição financeira responsável por operar o repasse de R$ 521 milhões feito pelo Ministério do Turismo. O objetivo é injetar dinheiro e tornar realidade os investimentos nos empreendimentos do setor.