Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/10/13 às 14h40 - Atualizado em 17/10/13 às 14h44

Táxis de Brasília terão tablets com informações sobre a cidade

COMPARTILHAR

Projeto “Táxi Conectado” instalará tablets em mil veículos do DF com tradução remota, GPS e Wi-Fi, entre outros recursos.

Lançado nesta quarta-feira (17) no Palácio do Buriti o projeto “Taxi Conectado” vai garantir, até a Copa do Mundo de 2014, mil taxis com tablets instalados que darão aos usuários tradução remota, serviço de GPS para acompanhar a rota feita pelo motorista, Wi-Fi e informações turísticas sobre a cidade.

“O objetivo é trazer esse conceito de interatividade no táxi, tornando-o um ambiente conectado para os usuários. É uma tecnologia em prol da população, que vai valorizar a oferta do serviço”, destacou João Passos, idealizador do projeto e diretor da empresa Comtecno.

A ação da iniciativa privada tem o apoio do Governo do Distrito Federal. A secretaria de Turismo, por exemplo, forneceu informações sobre os atrativos turísticos, rotas da cidade e horários de visitações dos monumentos. De acordo com o secretário-adjunto de Turismo, Geraldo Bentes, aproximadamente 13 mil pessoas que vêm a Brasília ficam mais de um dia na cidade, e utilizam os táxis como uma das principais formas de locomoção.

“Brasília, como a capital do país, precisa sempre estar na frente, e ações como essa refletem isso. Sem dúvida os turistas terão uma impressão bem melhor com essa tecnologia, ainda mais porque o taxista é o primeiro contato deles com a cidade”, comentou Bentes.

“Essa iniciativa é muito bem-vinda, principalmente para o táxi, que é um transporte que cada vez se torna mais importante para a mobilidade na cidade. Vejo esse novo modelo como algo que só tende a crescer”, completou o secretário de Transporte, José Walter Vazquez.

As empresas Comtecno, Táxi Mídia e Brasília Táxi Door foram as que se uniram para oferecer mais esse benefício aos cidadãos e instalarão os primeiros equipamentos nos veículos das rádio táxis Shalom e Alvorada.

“Somente nessas duas empresas (Shalom e Alvorada) são cerca de 15 mil passageiros levados por dia. Com eles sendo beneficiados, o projeto colocará Brasília no patamar tecnológico que merece”, apontou o diretor das radio táxis, Lincoln Galvão.

Os tablets contam com diversos outros aplicativos, como jogos, canal de notícias em tempo real, serviço de informações turísticas, e serve como um roteador. Além de navegar à vontade, o passageiro também poderá conferir as rotas no mapa e escolher o melhor caminho.

Com informações da Agência Brasília