Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/12/19 às 23h02 - Atualizado em 21/12/19 às 23h04

Setur, Secretaria de Educação e Voetur premiam alunos vencedores de concurso de fotografia

COMPARTILHAR

Estudantes participaram do projeto “Brasília, nossa Capital” em 2019

 

Foto Luís Tajes/Setur-DF

Os nove alunos de escolas públicas do DF que fizeram as melhores fotos dos pontos turísticos de Brasília foram premiados nesta sexta-feira (20), durante a cerimônia de encerramento da primeira etapa do projeto “Brasília, nossa Capital”. Os três primeiros colocados de cada escola, além de terem as fotografias expostas durante a comemoração dos 60 anos de Brasília, em 2020, receberão uma premiação em dinheiro. Os prêmios são de mil reais para o 1º lugar, R$ 500,00 para o 2º lugar e R$ 300,00 para o 3º colocado. A avaliação das fotos foi feita por uma comissão composta pela equipe técnica das secretarias de Turismo e de Educação do DF.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, falou sobre o sentimento que o projeto pode provocar nos participantes. “Esse despertar do olhar de cada aluno para essa obra de arte que é a nossa cidade, por meio da fotografia, tenho certeza que é uma transformação para a vida de cada um. É uma perspectiva de futuro”, destacou.

 

A ideia do programa é apresentar Brasília a estudantes de todo o Brasil a partir do ponto de vista histórico, e por isso a programação é focada no turismo cívico da cidade. Alguns temas centrais foram abordados durante as visitas: a transferência da capital do Brasil e sua construção no centro do país; Brasília enquanto símbolo nacional da República Federativa do Brasil e cidade planejada, além de outras curiosidades.

 

Quatro regiões administrativas participaram do projeto neste ano, com alunos do ensino fundamental e médio: Recanto das Emas, Gama, Planaltina e Paranoá. O programa é uma parceria entre a Secretaria de Turismo e a Secretaria de Educação e é promovido pelo grupo Viaja Brasília, do Voetur. A partir do início de 2020, serão ofertados pacotes de viagem voltados para o Turismo Cívico de Brasília a estudantes de todo o país, comercializados por agências de viagens. “Nosso objetivo, de quem trabalha com turismo, é fazer sempre mais, então queremos trazer, no próximo ano, estudantes de todo o Brasil, disse o presidente da Voetur, Carlos Alberto de Sá.

 

Fotos Luís Tajes/Setur-DF

A secretária Vanessa ressaltou ainda a importância do trabalho integrado entre os parceiros para viabilizar o projeto. “Só existe uma forma de trabalhar, e é com muita união. O recurso financeiro é importante, mas não é determinante. A boa vontade, a disposição e a união são fundamentais. Nós desejamos que o próximo ano seja de ampliação do nosso projeto e que haja inclusão dos jovens para que possamos reforçar, cada vez mais, o que é a nossa cidade e a força do nosso turismo cívico”, completou.

 

Durante os finais de semana de visitação, os alunos ficaram hospedados em hotéis na região central de Brasília e a programação incluiu visitas ao Museu Vivo da História Candanga, Museu do Catetinho, Congresso Nacional, Museu JK, Catedral, Quadra Modelo (308 sul), Ponte JK, TST, Praça dos Três Poderes e Palácio do Planalto. As visitas foram orientadas por guias de turismo especializados e professores de cada turma.

 

Os cerca de 200 estudantes do DF que participam do projeto em 2019 foram selecionados por meio de um concurso de produção audiovisual. O material teve como foco a apresentação, a partir do olhar dos alunos, da região administrativa em que estudam. Os vídeos produzidos serão utilizados para apresentar a cidade para estudantes de fora do DF.

 

João Pedro Ferraz, secretário de Educação do DF, falou da oportunidade que o projeto proporciona para que os estudantes possam conhecer mais de perto e o patrimônio de Brasília. “Nós temos aqui obras maravilhosas, que têm um traço de modernidade além do comum. Nossos jovens sempre passam pelos monumentos, mas muitas vezes não sabem o que tem lá dentro ou como funciona, e é isso que o a programação viabilizou aos nossos alunos”, concluiu.

 

O vencedor da melhor fotografia do Centro Educacional 08, no Gama, falou sobre a alegria em participar tanto das visitações quanto do concurso. “O projeto foi muito legal e o fim de semana foi maravilhoso. Eu não conhecia o Catetinho, mesmo morando do lado. Além disso, é uma chance de aproximar mais dos colegas de turma. Nem pensei muito sobre a premiação, fiz mais pelo prazer que tenho em tirar foto, faço isso sempre que visito novos lugares”.

 

Confira os vencedores do concurso de fotografia:

 

Centro Educacional Dona América Guimarães, em Planaltina.

1º Kayo Oliveira,

2º Nelci Barbosa

3º Geraldo Matos

 

CED Myriam Ervilha, da regional Recanto das Emas.

1º Leonardo de Sousa

2º Daniel dos Santos

3º Matheus Santos

 

Centro Educacional 08, no Gama.

1º Guilherme dos Santos

2º Kárytha Leite e

3º Vinícius Evangelista