Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/20 às 12h40 - Atualizado em 28/05/20 às 12h41

Setur-DF se une a secretários de nove estados para debater o setor de Turismo de Negócios

COMPARTILHAR

Live promoveu uma mesa redonda no “Conecta Fórum Eventos”

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, representou o Distrito Federal na mesa redonda da “Conecta Fórum Eventos” desta quarta-feira (27), promovida pela Eventos Expo Editora. Dez secretários de Turismo do Brasil foram convidados a debater sobre as ações para a retomada do turismo e eventos no país. A conversa foi mediada pelo jornalista e presidente da Academia Brasileira de Eventos e Turismo, Sérgio Junqueira, e contou ainda com a participação de Guilherme Paulus, da Confederação Nacional do Turismo (CNTur).

 

Desde o início do isolamento social como medida de prevenção do Covid-19, a Eventos Expo Editora tem realizado uma série de lives com a temática “Caminhos e soluções para a Indústria MICE²+FDT”, sigla para Meetings, Incentive, Congress, Exhibition, Experience + Festivalization, Digital and Tourism. Na roda de conversas desta semana, participaram os secretários de Turismo Arialdo Pinho (CE); Bruno Wendling (MS/Fornatur); Dorval Uliana (ES); Gilmar Piolla (Foz do Iguaçu); Orlando Leite (RJ); Pablo Barrozo (Salvador); Rafael Carniel (Gramado); Rodrigo Neves (PE) e Vinicius Lummertz (SP).

 

Os representantes de cada estado trocaram experiências e compartilharam a realidade que cada um tem enfrentado. Em Brasília, Vanessa Mendonça, ressaltou as medidas adotadas pelo GDF, que foi o primeiro cidade a tomar medidas assertivas como o isolamento social. E a Pasta tem lançado ações para apoiar o trade em um momento tão complexo como o “Juntos por Brasília, Juntos pelo Turismo”. O movimento foi lançado pela Setur-DF e 19 entidades que englobam o setor hoteleiro, gastronômico, entidades ligadas a produção de eventos, associações e federações ligadas ao turismo e ensino superior, além de diversos sindicatos do setor. A ação criou grupos de trabalhos e, após reuniões, estão sendo desenvolvidos relatórios de ações estratégicas, diretrizes e atividades.

 

“Desde o início da nossa gestão realizamos um trabalho focado na qualificação, restruturação e promoção. Com isso, Brasília teve uma evolução clara e diversas conquistas. Recuperamos pontos turísticos, ressignificamos os Centros de Atendimentos aos Turistas, inauguramos voos internacionais novos. E agora estamos nos reinventando para superar esse momento com ações concretas”, disse a secretária de Turismo do DF.

 

Rafael Carniel compartilhou a experiência em relação ao turismo de Gramado – que reabriu no dia 8 de maio. A cidade veio numa crescente expansão no mercado latino americano e iniciou o ano com um crescimento na base de 21% em relação aos anos anteriores. “Passamos quase dois meses em quarentena e em abril abrimos os restaurantes e realizamos uma abertura parcial do restante do comércio. No dia 8 de maio foi a vez da hotelaria”, contou.

 

Para o secretário de Turismo de São Paulo, Vinicius Lummertz, estamos vivendo um momento difícil, mas é uma oportunidade de imaginar e agir para estarmos melhores daqui há alguns anos. “São Paulo sofre por ser uma metrópole. Montamos uma frente muito técnica para enfrentar isso. É importante ter em mente que o turismo não desapareceu. Essa crise pode permitir mudanças. Temos que sair dessa e modernizar o ambiente de negócios. Temos uma oportunidade se nos unirmos”.