Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/09/13 às 13h30 - Atualizado em 18/09/13 às 20h37

Roteiro de turismo integrará Palmas e Brasília

COMPARTILHAR

O pré-acordo estabelece o fomento ao turismo nas duas capitais, com vistas a levar os visitantes a explorar a região centro-oeste

A minuta do acordo de cooperação técnica para a construção de roteiro integrado entre Palmas (TO) e Brasília (DF) foi encaminhada para formalização nesta terça-feira (17). O acordo visa fomentar o turismo nas capitais, e foi formalizado pela equipe técnica da Secretaria de Turismo do Turismo do Distrito Federal e a Agência Municipal de Turismo de Palmas (Agtur-TO).

O Grupo de Trabalho (GT) vai elaborar roteiro que contemple o turismo de negócios, eventos e aventura. Para conhecer os atrativos da cidade, a subsecretária de Estruturação e Diversificação da Oferta Turística, Meyre France e a gerente de Regionalização da Setur-DF, Clarissa Valadares visitaram os pontos turísticos tocantinenses e se reuniram com os empresários e o trade do município para viabilizar o projeto. “O GT será responsável pelo levantamento dos atrativos já comercializados em Palmas e no Distrito Federal, observando os aspectos como infraestrutura, distância, sinalização, acessibilidade, singularidade”, argumentou France.

Em contrapartida, as representantes da Setu-DF apresentaram os pontos fortes da Capital Federal, como o turismo de negócios e arquitetônico.

O presidente da Agtur-TO, Cristiano Rodrigues ressaltou a importância da integração dos dois destinos devido a curta distância aérea, com percursos diretos que duram cerca de 50 minutos. “Os turistas que irão prestigiar os jogos da copa do mundo em Brasília, que será uma das sedes do evento, poderão contar também com Palmas para se alojarem”, lembrou.

O proprietário da empresa 40º no Cerrado com sede em Palmas, Diego Sommer demonstrou entusiasmo sobre o roteiro integrado, que criará oportunidades de negócios na região e levará os turistas a conhecer além de Brasília, Palmas. “É excelente a ideia, agora precisamos alinhar esta conversa entre a Agtur e o trade para apresentarmos os produtos que já oferecemos ao turista daqui”, disse. O guia turístico Manoel de Andrade enfatizou principalmente a parceria entre o poder público e o privado, “acho válida esta iniciativa e acredito que esta união vai dar certo”, apostou.

A subsecretária da Setur-DF explicou que o próximo passo é oficializar o nome da equipe que vai compor o Grupo de Trabalho (GT). Em seguida, providenciar a assinatura do acordo para a efetivação da rede de comunicação e montagem do cronograma das reuniões.