Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/05/13 às 21h24 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Piloto do Programa de Hospedagem Alternativa atinge meta na Asa Sul

COMPARTILHAR

Em menos de 24 horas, projeto recebeu mais de 60 pré-inscritos

Em menos de 24 horas, 63 pessoas já se pré-inscreveram no Programa de Hospedagem Alternativa Cama e Café para receber os turistas dos grandes eventos nos próximos anos na Capital Federal, resultado que aponta meta atingida na Asa Sul e próxima ao topo nas demais regiões que compõe o projeto piloto.

“É um projeto que já faz bastante sucesso em países da Europa e nos Estados Unidos. No DF, é a primeira vez que a população é inserida oficialmente no programa de hospedagem local. Estamos contentes com a marca atingida e com a confiança que a população depositou no nosso projeto”, comemora o secretário de Turismo do DF, Luis Otávio Neves.

O Programa foi lançado, nesta terça-feira (14), pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF), com o objetivo de cadastrar e habilitar residências da Candangolândia, Cruzeiro, Guará, Lago Sul, Lago Norte, Núcleo Bandeirante, Sudoeste/Octogonal, Brazlândia, Gama. Planaltina, Sobradinho, Taguatinga e Brasília (Asa Norte, Asa Sul e Vila Planalto).

“Apesar da demanda representativa apresentada no primeiro dia, estamos trabalhando com o projeto piloto voltado para a RA I, pela proximidade do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha e dos atrativos turísticos. Isso, no entanto, não impede que os residentes de outras RA's continuem se cadastrando”, lembrou a subsecretária de Políticas de Turismo da Setur-DF, Ariádne Bittencourt.

O Objetivo inicial é cadastrar 75 residências em Brasília. A Asa Sul é a região onde os moradores demonstraram maior interesse e atingiram a meta em apenas um dia. “Isso não significa que o cadastro esteja encerrado naquele local. A Setur-DF continua de portas abertas para os interessados na Programa”, enfatizou o secretário.

A iniciativa pretende, em um segundo momento, habilitar até 300 propriedades até 2014, com a possibilidade de atender até 2.700 turistas na Copa do Mundo, distribuídas igualmente nas Regiões Administrativas participantes após seguir os critérios de ordem de inscrição e melhores condições de receber o visitante.

Para se candidatar, os interessados devem acessar o site da Secretaria de Turismo e clicar no link “Hospedagem alternativa”, onde poderá baixar a cartilha do participante e preencher a ficha de pré-inscrição com dados pessoais e informações sobre a residência ofertada.

Para validar o processo, o proprietário da casa ou apartamento receberá a visita de um fiscal que analisará a veracidade das informações prestadas, as instalações e ajudará o candidato habilitado a definir o valor cobrado pelos serviços de cama e café de acordo com tabela pré-definida.