Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/21 às 21h34 - Atualizado em 26/06/21 às 8h02

Pavimentação de rodovia no PAD-DF vai fortalecer a rota do vinho

COMPARTILHAR

Governador Ibaneis Rocha afirmou que o DF vai se tornar um dos maiores produtores do país

 

O governador do DF, Ibaneis Rocha, durante a cerimônia de entrega da DF-285. Foto: Ana Nascimento/Setur-DF

 

O governador Ibaneis Rocha afirmou nesta sexta-feira (25) que o Distrito Federal vai se tornar um dos maiores produtores nacionais de vinho, ressaltando que já há produção de altíssima qualidade na região do PAD-DF. “Vamos transformar o Distrito Federal num dos maiores produtores de vinho do país”, afirmou Ibaneis na inauguração da pavimentação da rodovia DF-285. A obra vai beneficiar moradores, agricultores, condutores de veículos e fortalecer a rota do vinho do PAD-DF. A obra vai beneficiar moradores, agricultores, condutores de veículos e fortalecer a rota do vinho que já existe nessa área rural.

 

“Temos produtores aqui que já estão entregando vinho na região e nós vamos incentivar através da pesquisa, para que a gente tenha uma produção cada vez melhor, para que a gente possa estudar os terrenos, estudar o solo e as melhores uvas para plantar na região”, reforçou.

 

A secretária do Turismo, Vanessa Mendonça, com vitivinicultores do PAD-DF, durante a cerimônia de entrega da DF-285 | Foto: Claudio Gerber/Setur-DF

Na cerimônia de inauguração, Ibaneis pontuou que houve um tempo em que as coisas eram difíceis de acontecer. No entanto, em seu governo, acrescentou, não há nada difícil de se realizar, tampouco falta coragem. “Coragem nós temos para fazer e fazer muito. Vamos enfrentar todos os problemas. Quero ver vocês vivendo felizes onde vocês escolheram para viver. Por isso, vamos fazer a regularização fundiária e vamos entregar a escritura definitiva para as pessoas que escolheram viver na área rural”, declarou.

 

A entrega da obra contou com a presença da secretária de Turismo, Vanessa Mendonça; dos secretários de Agricultura, Candido Teles;  Governo, José Humberto; e Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, além do diretor-geral do DER/DF, Fauzi Nacfur Júnior, do presidente da Câmara Legislativa do DF, Rafael Prudente, e outras autoridades.

 

Rota do vinho e enoturismo

A secretária do Turismo, Vanessa Mendonça, durante a cerimônia de entrega da DF-285 | Foto: Cláudio Gerber/Setur-DF

 

A obra compreende o asfaltamento de duas faixas de rolamento com uma extensão de 13,5 km, construção de acostamento e a execução da sinalização horizontal e vertical. A rodovia é utilizada por produtores da região do PAD-DF e dos municípios de Unaí, Cabeceira Grande, Buriti de Minas e Palmital para o escoamento da produção agrícola.

 

A PAD-DF nasceu com vocação agrícola e está entrando definitivamente para a vitivinicultura. Daí surgiu a rota do vinho a partir da iniciativa ousada de dez produtores rurais que decidiram produzir a bebida com nível internacional. Esse grupo de empresários está criando a Vinícola Brasília. Com previsão de inauguração para março de 2022, o empreendimento vai começar as atividades com produção de 60 mil litros por ano, chegando até 500 mil litros por ano.

 

Os números são significativos, segundo os produtores. Eles destacam que a uva da região é de altíssima qualidade. Por isso, têm a expectativa de que a rota do vinho do DF se torne referência nacional e internacional. Para dar visibilidade à vitivinicultura da área, a Secretaria de Turismo (Setur-DF) está coordenando um grupo de trabalho composto por 22 instituições distritais e federais para estruturar o enoturismo no DF, a partir do case da Vinícola Brasília.

 

A rodovia DF-285 dará acesso a dois empreendimentos ­– Horus Vinhos e Vinhedos e Casa Vitor – que fazem parte da Vinícola Brasília e que estão sendo incluídos na rota do enoturismo mapeada pela Setur.  Para a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, o governo integrado e coordenado pelo governador Ibaneis Rocha vai transformar o PAD-DF em uma das regiões mais desenvolvidas do DF, tanto pelo turismo quanto pela agricultura.

 

“O enoturismo é um guarda-chuva que agrega o turismo rural, o turismo gastronômico, o ecoturismo, o turismo de experiência, o turismo de contemplação e o artesanato. Esse é o novo olhar do turismo implementado pelo governo do DF. Estamos ressignificando as experiências, o fazer, o pensar, o sentir e o olhar do turismo, colocando Brasília, a capital de todos os brasileiros no lugar que é dela”, afirmou a secretária Vanessa Mendonça.

Leia também...