Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/03/13 às 21h00 - Atualizado em 27/03/13 às 12h35

Parques de Brasília entrarão na rota turística da cidade

COMPARTILHAR

Condetur conheceu projetos ambientais que estimularão visitas em áreas verdes da cidade

Em breve os visitantes da Capital Federal terão novas formas de conhecer Brasília. A parceria entre a Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF), a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh-DF) e o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), aprovada na 27ª reunião do Conselho de Desenvolvimento do Turismo no Distrito Federal (Condetur-DF) nesta segunda-feira (25), impulsionará a visitação nos parques da cidade e revelará aos turistas uma Brasília verde.

Representante do Ibram no Condetur, Roberta Nobre apresentou aos conselheiros o projeto “Plante uma árvore”, lançado na época da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável Rio+20. O projeto permite ao visitante e ao morador plantar, por meio de totens, árvores em parques da capital do Brasil e ajudar a recuperar áreas degradadas do cerrado. A ideia agora é colocar esses totens agora em locais como o estádio, o aeroporto e até o novo camping. “A secretaria de Meio Ambiente e o Ibram são nossos parceiros nessa construção e já estamos conversando para fazer um 'Bosque do Turista', no qual a pessoa que se hospedar no camping poderá plantar uma árvore e na próxima vez que voltar a cidade ir visitá-la”, explica o secretário de Turismo, Luís Otávio Neves. As árvores plantadas no projeto são georeferenciadas, cada uma receberá uma placa com o nome da pessoa e o cidadão ganha um certificado com a localização exata da sua árvore, podendo visitá-la sempre que quiser.

Outra proposta para estimular o turismo verde em Brasília foi apresentada pela subsecretária de Políticas Ambientais da Semarh, Maria Silvia Rossi. A ideia é lançar, já para a Copa das Confederações o “Eco Passaporte”. Nele estarão informações sobre todos os parques de Brasília, horários de visitações e atrações. O visitante receberá um carimbo em cada espaço visitado e, conforme for preenchendo o passaporte, vai ganhar vantagens e descontos em outros estabelecimentos da cidade. A proposta foi apresentada aos conselheiros para que eles possam ver com seus associados quem teria interesse em participar da ação. “Temos que aumentar a permanência do turista na cidade e vemos nessa proposta da Semarh uma boa forma de fazê-lo e ainda estimular a visitação aos parques do Distrito Federal”, explicou a subsecretária de políticas de Turismo, Ariadne Bitterncourt.

Com essas duas ações uma nova forma de apresentar Brasília será lançada. O contato com a natureza já estava previsto no plano urbanístico de Lúcio Costa ao criar a escala bucólica, e com a união das duas secretarias do GDF e os entes do Condetur, o turista poderá descobrir esta cidade repleta de qualidade de vida.

Oficinas para crédito

Visando aproveitar esse momento em que Brasília se destaca enquanto destino turístico, o secretário de Turismo do DF convidou o Banco de Brasília para realizar uma parceria e formatar oficinas segmentadas sobre os tipos de crédito existentes para o segmento turístico e como empresas deste setor conseguem ter acesso a esses financiamentos. “A ideia é fortalecer essas empresas e prepará-las para a nova era do turismo em Brasília”, explicou Neves.

A proposta das oficinas foi aprovada no Condetur e deverão ser iniciadas em abril. “Vamos levantar com nossos associados quais são as dificuldades e necessidades de cada um e enviar à Setur. Achei a iniciativa muito bem-vinda”, disse Beatriz Borges, presidente da Associação Brasiliense de Receptivo (ABARE).

Ao BRB disponibilizará técnicos que irão se reunir com os empresários para juntos sanarem as dificuldades existentes para o acesso ao crédito.