Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/03/20 às 16h36 - Atualizado em 17/03/20 às 16h38

Orientações para turistas sobre o coronavírus

COMPARTILHAR

Saiba os que os órgãos recomendam para os viajantes

 

A Secretaria de Turismo do DF acompanha junto ao Governo do Distrito Federal, a Secretaria de Saúde do DF, o Ministério do Turismo, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde as recomendações e medidas sobre o coronavírus para o setor do turismo.

 

Até o momento, o Ministério da Saúde orienta que viagens para o exterior sejam realizadas somente em casos de real necessidade.

 

Viagens domésticas

A recomendação para pessoas que realizem viagens domésticas, ou seja, dentro do país, é que monitorem seu estado de saúde, principalmente nos 14 dias após o retorno.

 

Em caso de sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar, a orientação é procurar um médico ou uma unidade básica de saúde e informar o histórico de viagens.

 

De acordo com o Plano de Contingência da Secretaria de Saúde do DF, se o passageiro tiver definição de caso suspeito ainda no aeroporto, mas em bom estado geral, serão coletadas amostras e encaminhadas ao Lacen. O caso será notificado e a pessoa levada para casa em transporte do corpo de bombeiros.

 

Os casos suspeitos e com indicação de internação hospitalar deverão ser removidos pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital de Base de Brasília, e atendidos na área exclusiva, isolada e preparada para o atendimento dos casos suspeitos, evitando o contato com outros usuários.

 

Viagens internacionais

Para turistas que desembarcam do exterior e não apresentam sintomas, recomenda-se o isolamento domiciliar voluntário por sete dias após o desembarque.

 

Para turistas que desembarcaram no Brasil de viagens internacionais e apresentem sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar, a orientação é se manter em isolamento e ligar para a ouvidoria do SUS – telefone 136 –, ou procurar uma unidade de saúde para informar o histórico de viagens e receber instruções de como proceder.

 

Medidas preventivas no Aeroporto de Brasília

A Inframerica adota uma série ações e orientações para a prevenção de coronavírus (COVID-19). As operações aéreas no terminal ocorrem normalmente, sem interrupção na prestação de serviço aeroportuário. Os funcionários que apresentem sintomas da doença estão sendo dispensados.

 

O Centro de Controle Operacional do Aeroporto está monitorando em tempo real voos e usuários. Qualquer suspeita ou comunicado de passageiros com sintomas da doença, é acionado o protocolo de ações orientado pela ANVISA.

 

O Aeroporto possui um posto médico exclusivo, equipado com duas equipes completas (médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e motorista socorrista) e que funciona 24h. Além da enfermaria, duas ambulâncias estão à disposição para encaminhamentos de emergência a hospitais da capital federal.

 

O Aeroporto de Brasília orienta os passageiros para não viajarem se estiverem com suspeita da doença e alerta que, caso estejam viajando com febre e tosse seca, informem a tripulação dos sintomas. É importante contatar a companhia aérea para que o atendimento seja feito cumprindo as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

 

Facilitação da remarcação de viagens

A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) lançou uma campanha para incentivar o turista a adiar seus planos de viagem. A instituição já trabalha junto aos fornecedores de passagens e hospedagens para que sejam facilitadas as remarcações ou o reembolso de passagens sem custo aos passageiros que decidirem não viajar neste momento.

 

Medidas de prevenção/cuidados para o turista

Lave as mãos com frequência, com água e sabão ou use álcool em gel;

Não compartilhe objetos de uso pessoal;

Evite tocar olhos, nariz e boca sem as mãos higienizadas;

Proteja boca e nariz se for espirrar;

Evite aglomerações e ambientes fechados;

Mantenha ambientes bem ventilados;

Evite viajar com febre;

Se passou mal durante o voo, informe a tripulação;

Após o desembarque, informe o histórico de viagem.

 

Veja as orientações gerais do Ministério da Saúde

Independentemente de ter ou não histórico recente de viagens nacionais ou internacionais, o Ministério da Saúde lista uma série de recomendações de reforço da higiene para evitar a proliferação do coronavírus, para toda a população.

 

Em casos suspeitos, o GDF disponibiliza equipes volantes para fazer o exame onde a pessoa estiver. Se apresentar tosse, febre e dificuldade para respirar ligue: 190, 193 ou 199.