gototop
Quarta, 15 Março 2017

Brasília na rota nacional do artesanato

  Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer

Quantidade de eventos realizados com foco no setor superou expectativas

O trabalho desenvolvido pela Secretaria Ajunta de Turismo ultrapassou o planejamento prévio de 2016. O artesanato de Brasília conquistou notoriedade nacional, sendo o quinto do País, em número de artesãos cadastrados, atrás apenas de estados com larga trajetória na atividade (AL, CE, BA e PE). A capital também esteve representada em eventos influentes do setor, como o Top 100 do Artesanato.

De acordo com a Unidade de Gestão do Artesanato da Pasta, em 12 meses, 751 novas carteiras de artesão foram emitidas e 544 renovadas. Desde abril de 2015, 2.258 artesãos se credenciaram na Secretaria, sendo o total de 9.169 profissionais. Entre os benefícios, o profissional garante a participação em eventos apoiados ou realizados pelo Governo de Brasília.

No ano passado, dos profissionais credenciados, 1.689 atuaram em 98 iniciativas comercializando quase R$ 935 mil, além dos valores de encomendas realizadas individualmente. Os números superaram a expectativa de 50 eventos, entre feiras, rotas, congressos e convenções, com base nos 48 contabilizados em 2015.

"Esse é o resultado do empenho da nossa secretaria em formalizar a atividade. Desde o início da nossa gestão, nós estamos focados em fortalecer a política de artesanato em Brasília, para assim movimentar a economia local. Nossa expectativa para 2017 é superar esses números, já positivos de 2016", avalia o secretário de Turismo, Jaime Recena.

Sem recursos destinados ao setor, as atividades foram desenvolvidas em parcerias públicas / privadas para a disponibilização gratuita de espaços para exposição e comercialização dos produtos. Exemplo disso é a loja Brasília Criativa, no Shopping Liberty Mall, que funciona como espaço fixo para a comercialização dos produtos artesanais sem custos de aluguel para a Secretaria.

Os artesãos se revezam para comercializarem no local. A cada três meses, 20 profissionais expõem no espaço. Somente em 2016, eles venderam mais de R$ 67 mil. Sônia Pereira, de 55 anos, trabalha com decoupage em vidro desde 2012. Após passar um tempo desempregada, a profissional de educação física iniciou um trabalho voluntário e descobriu a sua habilidade para a técnica.

Após entrar no mercado informalmente, ela decidiu fazer a carteirinha de artesã. Atualmente, ela expõe no Liberty Mall e lucra cerca de R$ 2,5 mil por mês. "Já trabalhei em mais de 20 eventos da Secretaria. A cada ano, o número de eventos aumenta, além de existir uma seleção de artesãos mais apurada", avalia.

Agenda
Para o 1º semestre de 2017, as datas e os locais da Rota do Artesanato Candango estão definidos. De fevereiro a junho, o evento deve passar pelo Setor Bancário Norte, Setor Comercial Sul, Galeria dos Estados e anexo do Palácio do Buriti. A Rota do Artesanato movimentou em 2016 o total de R$ 299 mil.

Registre-sua-manifestacao
 

banners lai-01-E-Sic

VOCÊ EST? AQUI: Início Notícias Brasília na rota nacional do artesanato