Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/10/20 às 14h54 - Atualizado em 6/10/20 às 17h43

De Brasília para o Brasil: Janelas Casa Cor é inaugurado com projeto inédito

COMPARTILHAR

Da esquerda para a direita: Sheila Podestá, Eliane Martins, Moema Leão e secretária de Turismo, Vanessa Mendonça. Foto Cláudio Gerber/Setur-DF

 

 

Iniciativa homenageia os 60 anos de Brasília e reforça as ações da Setur-DF do Outubro Criativo, que pretende destacar a originalidade da cidade

 

 

Em meio ao paisagismo de Burle Marx, à arte de Athos Bulcão e ao urbanismo de Lúcio Costa, a Casa Cor se reinventa. Na mostra Janelas, inaugurada primeiramente na Capital Federal na última sexta-feira (02/10), no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, o público é convidado a refletir sobre como o confinamento mudou a forma de ocupar a casa. O projeto traz o olhar de 28 arquitetos, materializado em 13 vitrines montadas em contêineres, e estará aberto à visitação entre os dias 3 de outubro e 2 de novembro, das 8h às 21h.

 

De acordo com a Secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, mais do que inovar, a renomada mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo, que ocorre há 29 anos no Distrito Federal, também proporcionou à cidade um olhar nacional. “A Casa Cor ela tem uma história muito especial com Brasília. E, esse ano, é muito simbólico. Esta edição mostra a capacidade de se reinventar, de transformar em realidade o sonho de cada projeto e oferecer à nossa cidade uma oportunidade única de vivenciar ambientes integrados à natureza e à qualidade de vida”, destacou.

 

O lançamento da iniciativa, que também homenageia os 60 anos da Capital Federal, foi realizado tanto presencialmente como virtualmente, nas redes sociais da Casa Cor, de forma nacional. Todo o projeto Janelas foi pensado dentro dos protocolos de segurança para contenção da pandemia de Covid-19.

 

“Tivemos uma parceria com o GDF, com a Secretaria de Turismo, com a administração do Parque, que nos proporcionou a área. Passamos para o escritório Sainz Arquitetura, que teve uma montagem genial. Aí junta com mais 28 talentos e a ideia cresce”, explicou Sheila Podestá, que ao lado das empresárias Moema Leão e Eliane Martins, é responsável pela marca CASACOR em Brasília.

 

“Esse novo momento nos permite redirecionar o nosso olhar para a nossa casa. Se ela atende os nossos desejos. É um repensar para a função que ela até então exerceu”, ponderou Eliane Martins. Já Moema Leão ressaltou a facilidade de acesso à exposição, que está localizada na área central de Brasília. “As pessoas poderão ir a pé, de carro, de ônibus, metrô ou mesmo de bicicleta para conhecer a mostra.”

 

Na avaliação do administrador do Parque da Cidade, Sivestre Rodrigues da Silva, o GDF e a Setur vêm trabalhando diuturnamente para promover a Capital Federal. “Essa semana foi reaberta a Torre de TV. Hoje, já é o Casa Cor. Ações que são muito importantes para Brasília. O que mais me deixa mais feliz é que os frequentadores, desde ontem, estão fazendo muitos elogios ao Parque e a esse evento maravilhoso que é o Janelas.”

 

A instalação de mobiliário urbano está localizada no Estacionamento 10 e pode ser conferida de duas formas pelo visitante: pessoalmente, contemplando externamente as vitrines – cumprindo as regras de higienização, segurança e distanciamento social –, ou em tours virtuais pelo site www.janelascasacor.com. Para a exposição presencial, uma casa virtual foi desenhada no chão do Parque, simulando portas e janelas, das quais o visitante é convidado a refletir sobre o atual cenário. Os 2,8 mil m² destinados à mostra também contam com lavatórios e totens de álcool em gel.

 

A mostra também será realizada em 11 cidades dos estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Santa Catarina e São Paulo – na capital e em Ribeirão Preto.

 

Ações

Desde o início da pandemia, a Secretaria vem desenvolvendo diversas ações para promover a cidade de forma inovadora e segura. Em abril, a Setur buscou novos meios para celebrar os 60 anos da Capital Federal e convocou todos os moradores do DF a mostrarem as belezas e singularidades de sua realidade por meio de um novo olhar: das janelas de suas casas. O resultado foi publicado nas redes sociais da Setur entre abril e maio.

 

No programa Tour Brasília, lançado em junho, a pasta realizou uma série de visitas guiadas online, que permitia o cumprimento das recomendações das autoridades sanitárias de evitar aglomerações, ao mesmo tempo em que apresentava as belezas da Capital Federal para o Brasil e para o mundo.

 

Junto a Embratur e a Unidade Nacional de Acessibilidade (UNA), a pasta também trabalha para colocar Brasília como referência nacional em acessibilidade turística. Em setembro, foi assinado o Protocolo de Intenções com a Embratur e lançado o Guia Turístico Arquitetônico Acessível, primeiro da cidade direcionado a pessoas com deficiência. No mesmo mês, a Secretaria lançou, ainda, a coleção Rotas Brasília, uma série de miniguias organizados por segmento que revelam tudo de bom que a cidade tem para oferecer aos visitantes e aos moradores.

 

Também em Setembro, o programa Brasília, nossa Capital – Turismo Cívico Pedagógico para o Brasil e para o Mundo ganhou nova dimensão com a assinatura do Termo de Cooperação entre duas gigantes do mercado: o Grupo Voetur e o Forma. A iniciativa vai trazer para visitas a Capital milhares de estudantes e professores de escolas públicas e privadas de todo o país

 

Outubro Criativo

As curvas improváveis, retas imponentes e o espírito inovador que deram a Brasília o título de cidade criativa do design pela Unesco são os temas que serão abordados na ação Outubro Criativo. Durante todo o mês, a pasta irá promover a economia criativa e a capacidade de Brasília de se reinventar, com ações voltadas ao design, às artes e ao empreendedorismo de inovação como força turística, tudo isso em meio às comemorações do Dia das Crianças.

 

Empresária Moema Leão, secretária Vanessa Mendonça e o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues da Silva. Foto Cláudio Gerber/Setur-DF