Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/04/20 às 17h41 - Atualizado em 24/04/20 às 17h41

Condetur-DF, conselho coordenado pela Setur, se reúne para definir ações com o trade

COMPARTILHAR

Mais de 20 representantes de entidades e do trade turístico participaram para debater propostas dos grupos de trabalho

 

Nesta sexta-feira (24), o Conselho de Desenvolvimento de Turismo do Distrito Federal (Condetur-DF), presidido pela Secretaria de Turismo, se reuniu, via videoconferência, para debater iniciativas para lidar com o impacto que a pandemia de coronavírus está causando no setor turístico. A Setur deu continuidade ao projeto de criação de grupos de trabalho (GTs) propostos pelo movimento #juntosporbrasilia e #juntospeloturismo e apresentou ações de curto, médio e longo prazo para debate a aprovação com as 19 entidades que compõe a iniciativa.

 

Os grupos irão se reunir para desenvolver relatórios de ações estratégicas, diretrizes e atividades. Os GTs serão organizados por afinidades e áreas de atuação, como eventos, gastronomia, artesanato, qualificação e rotas turísticas. O Condetur é um colegiado de caráter consultivo e propositivo e órgão superior de assessoramento da Secretaria de Turismo para assuntos diretamente relacionados à atividade turística no Distrito Federal. Além das entidades que compõe do Condetur, instituições convidadas também participaram da reunião.

 

“Fizemos uma análise profunda dos cenários com objetivos de curto, médio e longo prazo para apresentar as entidades a proposta de cada grupo para iniciarmos os trabalhos imediatamente, focando sempre na recuperação do nosso setor”, reforçou a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

 

Henrique Severien, representante da ABIH, ressaltou o importante papel da rede hoteleira como um canal de comunicação direto com os turistas. “Estamos juntos para debater todas as possibilidades e propostas. É reconfortante para a hotelaria saber que existe esse movimento e nesse período”, disse Severien. Beto Pinheiro, presidente da Abrasel e vice-presidente do Sindhobar, também esteve presente e pontuou que o grande diferencial de Brasília e da gastronomia da sua cidade é a diversidade. “Acredito que temos que trabalhar focado nessa riqueza que temos na capital”, disse.

 

Para Angelina Quaglia, representante do Fórum das Instituições da Brasília, o objetivo é trazer Brasília para o centro do debate e reiterar a importância da capital do país como cidade modernista e capital histórica. “Estamos juntos para preparar atividades, conversar e a academia está à disposição para contribuir”.

 

Estiveram presentes lideranças da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo (ABBTUR), Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis, Associação Brasileira de Indústrias e Hotéis (ABIH), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Associação Comercial do DF (ACDF), Fecomércio-DF, Associação dos Dirigentes de Vendas e Markenting (ADVB), Brasília e Região Convention & Bureau, Federação dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade, Federação das Indústrias de Brasília (FIBRA), Fórum das Instituições da Brasília, Sindicato de Turismo e Ecológico do Distrito Federal (RURALTUR), Sindicato das Empresas de Turismo do Distrito Federal (SINDETUR), SINDEVENTOS, Sindicatos dos Guias de Turismo (SINDGTUR), SINDHOBAR, Associação Brasiliense das Agencias de Turismo Receptivo (ABARE) e Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

 

#juntosporbrasilia e #juntospeloturismo

O momento pede união e ação. Por isso, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal está lançando um movimento em parceria com entidades da cadeia turística e todos os cidadãos que simpatizam com a causa e/ou sentem que podem fazer parte da construção de soluções. O manifesto #juntosporbrasilia e #juntospeloturismo é um chamado que vem da necessidade do setor e pretende gerar uma grande onda de apoio à capital Patrimônio Mundial da Humanidade. Segundo dados do World Travel & Tourism Council (WTTC), o turismo gera um a cada cinco empregos no mundo.

 

Ao total, 19 entidades do DF estão apoiando a causa, englobando o setor hoteleiro, gastronômico, entidades ligadas a produção de eventos, associações e federações ligadas ao turismo e ensino superior, além de diversos sindicatos do setor.